Hip-Hop Beats surge com uma boa premissa, imerso no universo do hip hop, é dirigido por Chris Robinson, que sabe do que está falando.

August (Khalil Everage) é um adolescente de Chicago, que anda com a sua turma e se acha “o cara da parada”, porém as coisas mudam drasticamente quando sua irmã é atingida por uma bala e morre, bem na sua frente. Se sentindo culpado e com medo, o menino desenvolve estresse pós-traumático e não sai mais de casa.  Sua mãe (Uzo Aduba) o protege e esconde dentro de casa como pode, pois após perder sua filha não consegue nem pensar em perder August.

A irmã de August era musicista e a mexer nas coisas da irmã surge sua paixão pela música. E não é que o garoto tinha talento! August faz uma música tão boa que quando Romelo (Anthony Anderson), ex produtor musical e atual segurança da escola onde o menino estudava, aparece em sua casa para saber o que houve para ele não estar mais frequentando o colégio e quando ouve o som de August, fica perplexo e aí começa a jornada de Romelo a convencer o menino traumatizado a investir em seu talento.

O filme tem boa música, o entrosamento entre August e Romelo é muito bom, o desenvolvimento da confiança entre eles é perceptível no decorrer da trama, fazendo-nos entender o quão difícil é para August superar o trauma. Além disso temos um pré-romance complicado e muito fofo entre Agusty e Niyah (Ashley Laverne), uma amiga de quando ele costuma sair de casa.

Como nem tudo são flores, o filme peca na quantidade de personagens e histórias que levam a lugar nenhum. Temos a ex-esposa de Romelo, que o acha um fracassado e não gosta do envolvimento dele com a música, o amigo de August, que resolveu ir pro lado escuro da força e várias cenas desnecessárias e aleatórias que não fariam falta. Isso desencadeou um alongamento da trama que não fez bem ao foco principal: August e sua música.

Confesso que assisti ao filme em partes, porque me gerou um certo cansaço. Mas ainda assim é um longa que vale a pena ser assistido, com boa trilha sonora, bons atores e um assunto interessante.

3.0

de 5

Comentários