Crítica | O Último Portal (1999)

O icônico diretor Roman Polanski inovou o cinema de terror com o surpreendente O Bebê de Rosemary (1969)30 anos depois, ele voltou a tentar inovar o gênero com o filme intitulado O Último Portal (The Ninth Gate, na versão original) onde trouxe uma história totalmente inovadora — para época — que até hoje continua sendo um ótimo filme para os amantes de terror e suspense. 

No filme, o livreiro Dean Corso (Johnny Depp) é contratado por um magnata, para verificar a autenticidade de um livro, que contém elementos satânicos que evocam o próprio Senhor das Trevas, e se é conhecido como o Livro sobre os 9 portais do Reino das trevas. Após receber essa tarefa, Corso se vê em meio a uma conspiração, que engloba o sobrenatural, poder, sexo, assassinato, e muito mistério. 

A trama é muito bem desenvolvida e super bem conduzida por Polanski. Embora se venda como terror/suspense, este filme não deve ser visto como um simples terror, e sim como um jogo de Xadrez, onde cada peça vai sendo lançada em seu tempo, até o surpreendente Xeque-Mate. 

Polanski contou também com uma excelente trilha sonora. Que atenua ainda mais a tensão do filme, além do ótimo figurino tal como a fotografia, que é sempre um ponto importante nas obras do diretor.  

Neste filme, talvez vemos uma das melhores atuações do astro Johnny Depp. Ele consegue captar com precisão, e passar ao espectador a mudança de Dean Corso, de um homem cético, que não crê em absolutamente nada, para um sujeito totalmente obcecado pelos segredos referentes aos nove portais. Pena que não seja tão conhecida como outras atuações, que tiveram mais visibilidade na carreira do ator mesmo não sendo tão boas como esta. 

O desfecho do filme é a única parte que deixa um pouco a desejar, parece que Polanski realmente tem este defeitinho… O filme adentra numa sequência de cenas fantasiosas que quebram um pouco do suspense transformando-o em uma loucura sinistra e um pouco assustadora, mas sem perder a ideia do filme, o que mantém o espectador preso no longa mesmo que tenha uma quebra na tensão. 

O Último Portal é um grande filme. Uma trama tensa, inteligente e intrigante. Aliás bem a cara de seu diretor, Roman Polanski. Um filme que mesmo depois de mais de 20 anos continua atual. 

Se você ainda não assistiu O Último Portal, este e muitos outros títulos estão disponíveis no catálogo de streaming da Amazon Prime Video.

3.0

DE 5

Digiqole ad

Leonardo Vieira

Fã de quadrinhos e cinema, futuro jornalista e amante de robôs gigantes!

Artigos relacionados

Comentários