Resenha | A Revolução dos Bichos — George Orwell

George Orwell é dono de uma das mentes mais brilhantes e respeitadas da literatura mundial; responsável por diversas obras com fortes críticas sócio-políticas, indispensáveis na prateleira de qualquer leitor. 

Em seu tão conhecido livro 1984, Orwell leva os leitores a um mundo distópico, onde a política reina em todos os sentidos, e somos surpreendidos por toda a opressão, mentiras e injustiça praticadas e pelo Estado contra seu povo. Em A Revolução dos Bichos, a premissa não é diferente: Orwell faz forte uso de certos artifícios para tecer sua severa crítica à sociedade e à política apoiada e praticada por muitos. 

A trama de A Revolução dos Bichos, é simples: os animais de uma fazenda se rebelam contra os abusos sofridos pelos humanos e decidem tomar poder do local onde vivem para que possam comandar o lugar sob suas próprias regras; mas as coisas não vão como todos imaginavam. 

Para desenvolver a sua trama, Orwell antropomorfiza os animais que dão vida à sua história, dando personalidades cuidadosamente bem desenvolvidas para cada um deles, o que torna os acontecimentos da trama ainda mais “explícitos”, deixando claro as críticas e metáforas deixadas por Orwell sobre nós, humanos, e a sociedade como um todo. 

A revolta dos animais se dá por diversos fatores, mas para deixar mais claro e criar um laço de compaixão entre o leitor e os personagens da trama, Orwell usa um simples trecho dito por um dos personagens, logo nas primeiras páginas do livro:

“O Homem é a única criatura que consome sem produzir. Não dá leite, não põe ovos, é fraco demais para puxar o arado, não corre o que dê para pegar uma lebre. Mesmo assim, é o senhor de todos os animais.”

Como dito anteriormente, George Orwell é conhecido pela forte crítica política presente em suas obras, e aqui não é diferente. A Revolução dos Bichos é repleta de um regime totalitarista explícito exercido pelos personagens que se tornam, então, líderes da fazenda onde vivem, além de nos apresentar personagens oportunistas e opressores, capazes de alterar a própria “realidade” para se beneficiarem daqueles que consideram estar “por baixo”. 

A Revolução dos Bichos, apesar de ter sido publicada originalmente em 1945, continua atual e com uma mensagem forte para a nossa sociedade, onde podemos fazer uma comparação muito familiar entre os acontecimentos do livro e a atitude de seus personagens com eventos atuais. O livro, apesar de curto, nos dá uma visão bem aprofundada das injustiças políticas praticadas pelos que estão no poder contra seu povo, além de nos fazer refletir sobre diversos aspectos sociais. Assim como muitas outras obras de Orwell, essa é leitura obrigatória para todos. 

A Revolução dos Bichos

Autor: George Orwell
Lançamento: 2007
Editora: Companhia das Letras
Edição: 1ª Edição
Comprar eBook/livro
Nota 4 de 5

Ygor Castro
Uma das mentes por trás do CN42 e também criador do Megacreative. Geek, apaixonado por cultura pop, fotografia, livros, cinema, séries de TV, astronomia, arqueologia e História.