Resenha | Wytches

Wytches é uma HQ com uma premissa muito interessante: mudar tudo o que conhecemos sobre bruxas. Aqui elas não possuem chapéus pontiagudos, vassouras e verrugas, são criaturas asquerosas e milenares que trazem horror e destruição por onde passam. Por esse motivo, a grafia da palavra witches — bruxas, em inglês — é alterada para Wytches, com Y, deixando claro para o leitor que se trata de uma total releitura dessas criaturas já conhecidas na cultura pop.

Com roteiro de Scott Snyder, conhecido por Batman – A Morte da Família e Batman: A Corte Das Corujas, desenho de Jock e pintura/colorização de Matt Hollingsworth, Wytches é uma minissérie publicada originalmente em seis edições e trazida ao Brasil pela editora Darkside Books, em uma edição de luxo em capa dura que compila todas as seis edições, além de trazer textos extras e nos apresentar parte do processo de criação das páginas e pintura.

Para não dar grandes spoilers da trama, não vamos falar muito sobre nenhum trecho. Mas de forma resumida, as Wytches de Snyder são criaturas inumanas que aceitam vidas em troca de “desejos”, por assim dizer, e por conta de um desaparecimento causado por essas promessas envolvendo as Wytches, que a história se desenvolve.

Snyder sabe como desenvolver um bom roteiro de HQ, prova disso são seus inúmeros trabalhos já conhecidos pelos fãs de super-heróis. Em Wytches, o roteirista resolve inovar trazendo algo já conhecido pelo público geral numa versão completamente reimaginada. 

O roteiro da HQ é bem estruturado com plots desenvolvidos, mas que deixam a desejar em certos momentos, principalmente na hora de explorar melhor o background dos personagens da trama. Essa falta de explorar melhor a história, torna-a mediana, e acaba sendo seu maior erro, que é relevado por conta dos incríveis desenhos de Jock e da pintura excepcional de Matt Hollingsworth que ajudam a dar vida à história e se tornam o maior trunfo da publicação.

No texto final presente na edição de luxo da Darkside Books, Snyder deixa claro o quão importante e pessoal esse projeto é para ele. Mas a paixão do roteirista pela obra acaba se perdendo na trama interessante porém pouco explorada. E o fato de termos apenas seis pequenos volumes, que na edição de luxo totalizam pouco mais de 190 páginas, torna ainda mais complicado para o leitor se afeiçoar à história e criar vínculos com a trama e os personagens apresentados.

Apesar disso, Wytches é uma boa leitura; empolgante em certos momentos e nos apresenta uma versão reimaginada de criaturas já saturadas em diversas outras obras multimídia. O roteiro que não aprofunda na vida dos personagens, são apenas detalhes que não tornam a leitura dispensável, e é algo que pode ser resolvido no futuro, caso publiquem uma continuação — e esperamos que sim, afinal, a trama acaba com diversas pontas soltas e um final aberto que nos deixa ansioso por saber o que vai acontecer ao finalizar a leitura.

Wytches

Autor: Scott Snyder
Lançamento: 2017
Editora: Darkside Books
Edição: 1ª Edição
Comprar eBook/livro
Nota 3 de 5
Ygor Castro
Uma das mentes por trás do CN42 e também criador do Megacreative. Geek, apaixonado por cultura pop, fotografia, livros, cinema, séries de TV, astronomia, arqueologia e História.