Especial | Conheça o anime ‘Tower of God’

A cultura coreana vem conquistando espaço pelo resto do mundo, seja pela música, televisão ou cinema, além dos manwhas que vem cada vez mais ganhando destaque no mercado dos quadrinhos.

Lançado neste formato (manhwa), Tower of God se tornou uma das histórias mais lidas nas plataformas digitais e, por conta deste sucesso, em fevereiro de 2020, foi lançada pelo Crunchyroll a adaptação em anime desta história. E precisamos falar sobre essa adaptação.

Portanto não se preocupe, não daremos spoilers.

A história foca na jornada de um garoto chamado Bam, que para reencontrar a única amiga que ele já teve, precisa escalar uma misteriosa Torre. Mas para isso, Bam precisa enfrentar vários obstáculos, alguns mortais, para conseguir chegar no topo.

Mitologia e ambientação

O mundo em que a história se passa, não é espelhado no nosso, como costumam fazer as animações conhecidas. Aqui, os protagonistas vivem num mundo que tudo que soa comum em nosso planeta, soe como lenda mitológica, como o céu por exemplo. A geografia se baseia apenas nessa Torre, que todos os personagens querem escalar.

O legal da série, é que cada episódio nos apresenta uma nova descoberta sobre o mundo, uma vez que cada andar apresenta uma nova característica do universo em que a história se ambienta, e vemos isso sob o olhar de Bam. Conforme a história se desenrola, ela apresenta novos conceitos sem se abrir completamente, não há um momento de explicação sobre o mundo, somente sobre os andares e os obstáculos que nele habitam. Além disso, apresenta também uma série de mistérios, como armas mitológicas, princesas, líderes e famílias reais, fazendo com que sempre nos perguntemos: o que é que vamos descobrir a seguir?

Existe também muitas discussões sobre o que de fato significa a Torre e a organização do mundo. Pois sabemos que todos querem subir até o topo, geralmente por desejos egoístas e mesquinhos, mas que para puderem subir, precisam ser escolhidos por Headon e o Império Zahard. A escalada é um constante teste de habilidade, perseverança e sorte, não basta apenas competência para chegar ao topo. Isso torna ainda mais prazerosas as descobertas feitas a cada episódio, quando passamos tempo pensando nas teorias da Torre, dos personagens e suas motivações, que as vezes são mesquinhas e as vezes são bastante profundas.

Personagens

Tower of God se aproveita de clichês de animes para causar impressão inicial do que cada personagem vai se tornar, mas inverte essa noção em pouco tempo com o decorrer da trama. Aqui, os personagens frios, demonstram sensibilidade, antagonistas, passam a ser confiáveis e os “mocinhos”, tem um background que deixa o espectador com pulga atrás da orelha.

Apesar do clichê do protagonista fraco, porém corajoso, é fácil se apegar a ele, e claro, aos personagens que se encontram ao redor, pois todos possuem alguma característica interessante que nos faz querer saber mais sobre os mistérios que giram em torno dele.

O anime tem uma estrutura que lembra aos jogos de Battle Royale, assim, todos personagens são apresentados dentro do mesmo núcleo, colocando seus objetivos e características durante cada andar da Torre. Diferente de animes conhecidos, aqui eles não demoram várias temporadas para falar abertamente sobre o que sentem. O que dá uma certa profundidade para o anime.

Visual

Uma das coisas mais bacanas de Tower of God é a técnica de animação usada. Com um traço bem mais cartunesco que maioria dos animes, e o equilíbrio perfeito de cenários coloridos em uma atmosfera misteriosa e sombria, acabamos por ficar ainda mais imerso na trama.

Ainda mais por conta da incrível trilha sonora, que salienta ainda mais essa imersão no fantástico mundo que é nos apresentado nesta animação.

Tower of God é inovador, e tem tudo para se tornar uma das grandes franquias de animes.

Agora queremos saber, você já assistiu, o que achou? Conte para nós nos comentários.

Leonardo Vieira
Fã de quadrinhos e cinema, futuro jornalista e amante de robôs gigantes!