Divulgação Marvel Studios

Especial | Conheça os bastidores de Viúva Negra

Atenção: este artigo pode conter alguns spoilers

Viúva Negra já está em exibição nos cinemas e no Disney+ através do Premier Access, e muitos já puderam conferir a aventura solo da Vingadora. O longa, recheado de muita ação, trouxe detalhes do passado de Natasha Romanoff (Scarlett Johansson).

Confira algumas curiosidades sobre os bastidores do filme:

A favorita dos fãs

Divulgação Marvel Studios

Natasha apareceu em sete filmes do Universo Cinematográfico da Marvel, marcando sua estreia em Homem de Ferro 2 (2010), além das suas participações em Vingadores (2012), Capitão América e o Soldado Invernal (2014), Vingadores: Era de Ultron (2015), Capitão América: Guerra Civil (2016), Vingadores: Guerra Infinita (2018) e Vingadores: Ultimato (2019).

Apesar de suas várias participações, Kevin Feige, o diretor chefe do Marvel Studios e produtor do filme, declarou a necessidade de aprofundar a história da personagem:

Ela tem uma história preliminar muito rica. Estávamos insinuando isso em todos os filmes anteriores, mas agora a encaramos de uma forma inesperada. Muitas coisas aconteceram com ela, além do que vimos nos outros filmes, e algumas delas vão surpreender o público.

Kevin Feige

As Revelações

Divulgação Marvel Studios

Uma aura de mistério pairava sobre Natasha, assim, o longa trouxe muitos elementos chaves para acalmar as emoções dos fãs, como declarou o roteirista do filme, Eric Pearson:

Acho que ela é a Vingadora que menos falou sobre sua vida desde que a conhecemos. Ela não é quem diz ser em Homem de Ferro 2. Ela opta por não revelar seu passado ou quem realmente é para os outros personagens ou para o público. Em Viúva Negra, exploramos a fundo sua história e descobrimos por que ela não queria falar sobre ela mesma.

A trama do filme se passa em meio aos acontecimentos de Capitão América: Guerra Civil (2016), portanto, alguns pontos precisavam ser abordados na narrativa.

Natasha quebrou os Acordos de Sokovia, traiu o Secretário Ross, e os Vingadores se encontram separados. No começo do filme, Natasha está desesperada para fugir de Ross e deixar o solo americano. Quando tem a oportunidade de recomeçar, ela rapidamente perceber que tem forças do mal no mundo que a obrigam a voltar a ação.

Brian Chapek, co-produtor do filme

A Família

Divulgação Marvel Studios

Apesar de trazer muita ação, Viúva Negra explora os laços familiares de Natasha, desta forma, podemos entender um pouco sobre o motivo que a levou a se tornar a pessoa que lembramos com tanto carinho.

Com grande destaque na história, conhecemos Yelena (Florence Pugh), cuja participação possibilita à Natasha demostrar um lado diferente no filme. Parte do mérito do filme se deve à Melina (Rachel Weisz) e Alexei (David Harbour), os ‘pais’ da Vingadora. O quarteto forma uma família nada convencional, que traz muito humor ao filme e garante a diversão do espectador.

Filmagens pelo mundo

Divulgação Marvel Studios

O coprodutor queria refletir o espirito itinerante de Natasha. Por isso, as filmagens duraram 87 dias e abrangeram três continentes: a base da produção foi em Londres, nos estúdios Pinewood; as locações do filme passaram pelo Reino Unido, Noruega, Hungria, Marrocos e os Estados Unidos.

Além das locações, foram construídos 64 sets de filmagem, como a casa da família, a ponte norueguesa, o apartamento de Yelena, a prisão de Gulag, a fazenda de Melina e a Sala Vermelha, que inclui celas, corredores e o escritório de Dreykov.

A trilha sonora

Divulgação Marvel Studios

Parte indispensável em qualquer produção, o compositor Lorne Balfe foi o responsável por criar uma trilha que incorporasse uma abordagem única na história. Após ver algumas imagens da produção, Balfe quis homenagear a música folclórica russa ao compor a história da personagem. Entre os ritmos presentes estão balalaicas, duduks, dombras e violas de roda, além de um um coral composto por 20 mulheres.

A trilha, conduzida por Gavin Greenway, ainda conta com 118 músicos, tendo sido gravada no Abbey Road Studios.

Novo Visual

Divulgação Marvel Studios

Neste filme, o tão costumeiro traje preto foi deixado de lado e substituído pelo branco. A figurinista Jany Temime elaborou um traje mais relacionado ao cenário. Se baseando em roupas de combate na neve, a estilista, ao lado de Scarlett, trabalharam juntas para criar o novo visual da personagem.

Outras Viúvas

Divulgação Marvel Studios

A trama também finalmente nos mostrou a tão citada Sala Vermelha, onde vemos outras que 22 Viúvas. Para dar vida às talentosíssimas espiãs, foram contratadas atrizes, dublês, dançarinas e especialistas em artes marciais. O estúdio de gravação ficou preenchido por uma poderosa energia feminina.

O poder dessas mulheres juntas em uma sala era algo que eu nunca tinha experienciado antes. Foi uma sensação incrível estar rodeada por todas essas mulheres duronas e fortes, e poder entrar em ação com elas. Foi fantástico!

Confessa Scarlett Johansson.

A ação

Divulgação Marvel Studios

Não apenas as espiãs, mas o elenco principal também precisou passar por um intenso treinamento para realizar a maior parte das cenas de ação e luta do filme. JohanssonPugh precisaram treinar técnicas como kickboxing, lançamento de faca, taekwondo e treinamento de dublês.

Foi divertidíssimo fazer todas aquelas cenas e aprender novas habilidades. É uma parte muito importante do filme. Yelena é enérgica, seu estilo de luta é rápido e poderoso, e ela prefere resolver o trabalho em vez de tentar fazer de maneira bonita. Com certeza, esse é um atributo da personalidade dela ao qual me apeguei ao longo do filme.

Conclui Pugh.

Viuva Negra continua fazendo bastante sucesso entre o público. Nós, do CN42, já publicamos vários artigos para te ajudar a ficar por dentro da produção e conhecer seus personagens, além de um Especial listando quais filmes são essenciais para entender a trama do longa. E não podemos esquecer, é claro, da nossa crítica.

Comente abaixo e conte para nós o que achou do filme.

Sabia que o CN42 agora tem um canal no Telegram? Participe para receber as nossas novidades, e debater as principais notícias da cultura pop (t.me/codigonerd42).

Ale De Souza
"O crítico é ao mesmo tempo inútil e indispensável" André Bazin. Uma simples cinéfila e crítica amadora.