Star Wars | O que é a Operação Cinzas, mencionada em The Mandalorian

A série O Mandaloriano do Disney Plus, está cada vez mais expandindo o universo canônico de Star Wars. A cada novo episódio, as aventuras exploraram coisas novas e se aprofundam em coisas já existentes no universo da saga. No penúltimo episódio da temporada (The Believer), tivemos um pequeno diálogo sobre a Operação Cinzas, que aconteceu após os eventos do filme O Retorno do Jedi, mas poucos fãs sabem de fato o que foi essa tal operação.

Vamos entender um pouco mais sobre esse atentado Imperial e entender também porque este diálogo pode ter explicado outro mistério do inicio dessa temporada: o que exatamente aconteceu com Mandalore?

O último comando do Imperador Palpatine

A Operação Cinzas foi o último comando do Imperador, e o primeiro passo para o futuro do Império“― Almirante Garrick Versio (Star Wars: Battlefront II)

O Império caiu na Batalha de Endor, mas não sem luta. A Guerra continuou a aterrorizar a galáxia por mais um ano. Esse período de guerra, após a destruição da segunda Estrela da Morte e da queda do Imperador Palpatine, nunca foi explorado nas telas, apenas nos livros e nos jogos, até ser citado no penúltimo episódio de Mandaloriano a Operação Cinzas que acontece nesse meio tempo. Mas afinal, o que foi essa operação?

A Operação Cinzas foi a ordem póstuma do imperador para destruir planetas, um dos eventos mais sombrios da história da saga. A ordem era dada para os oficiais imperiais sobreviventes que deviam instalar satélites na órbita de planetas, para que estes satélites criassem tempestades elétricas, tornados, desastres catastróficos que destruiriam planetas inteiros. Além disso, todas as naves que tentassem fugir, seriam abatidas pelas forças imperiais. Essa operação durou aproximadamente três meses. Jogos como Battlefront II, os romances Aftermath de Chuck Wendig e os quadrinhos de Star Wars, exploraram o conteúdo e o propósito da operação.

O Imperador acreditava que, se não pudesse governar, ninguém deveria e sendo assim, seus alvos não eram apenas os Rebeldes, ou os apoiadores da República. Ele também atacava aqueles que eram leais ao Império Galáctico. Ele dizia: “Se um Império não pode proteger seu Imperador, então pode se considerar um fracasso“.

No entanto, no episódio de Mandaloriano, Valin Hess explicou a Mayfeld que os objetivos da Operação Cinzas era mais do que apenas vingar o Imperador. Havia método para o derramamento de sangue e provar a necessidade do Império para galáxia. “Vejam, rapazes, todos pensam que querem liberdade, mas o que querem mesmo é ordem. E quando eles perceberem isso, eles vão nos receber de braços abertos ”, disse Hess.

A Operação Cinzas era outro plano de Palpatine de causar caos, assim como fez nas Guerras Clônicas para acumular poder e causar desordem. Em seguida, ele criou o Império Galáctico, para trazer “paz e ordem” na galáxia. Lembrando que na trilogia sequel a Primeira Ordem está implantada na galáxia e, em A Ascensão Skywalker, Darth Sidious volta tentando reestruturar o Império.

O que isso pode nos dizer de Mandalore? (teoria)

The Mandalorian': Katee Sackhoff has Bo-Katan questions too - Los Angeles  Times

No inicio da temporada, Din Djarin conversa com outros mandalorianos sobre o planeta natal de seus povos — Mandalore —, é dito “Aquele planeta está amaldiçoado. Quem vai lá morre. Uma vez que o Império soube que não poderia controlá-lo, eles garantiram que ninguém mais pudesse também”. E isso soa muito como a Operação Cinzas. Em outras palavras, Mandalore pode ter sido uma das vítimas do caos e da destruição causada pelo Imperador.

O que sabemos é que algo levou os Mandalorianos a se esconderem pela galáxia, a série se passa 5 anos após os eventos da Batalha de Endor e a queda do Imperador, quando os horrores catastróficos da Operação Cinzas ainda assombravam a Nova República.

Este último episódio também nos faz pensar que algum outro plano caótico está sendo colocado em jogo, e nada impede de que a Operação Cinzas seja reativada…

Palpatine está controlando suas marionetes pelas sombras enquanto a Primeira Ordem se forma.

Leonardo Vieira
Fã de quadrinhos e cinema, futuro jornalista e amante de robôs gigantes!