Resenha | O Hobbit — J. R. R. Tolkien

John Ronald Reuel Tolkien ou para os íntimos J.R.R. Tolkien foi um dos escritores mais influentes para a literatura de fantasia mundial e britânica. Tolkien criou um dos mundos mais fantásticos e ricos da literatura. Suas obras, como Senhor dos Anéis e O Silmarillion, estão entre os livros mais vendidos da história, conquistando aficionados por todo o globo sua influência e contribuição pode ser sentida até os dias de hoje.

Tudo isso começou quando a primeira edição de O Hobbit foi publicada em 1937. Esta obra, de certa forma, foi escrita de Tolkien para seus filhos, uma verdadeira aventura de um pequeno Hobbit e 13 anões pelos confins da Terra-Média, cruzando e enfrentando todo tipo de ameaça por um tesouro guardado pelo terrível dragão Smaug.

Tolkien é principalmente lembrado pelo seu talento em descrever e criar cenários fantásticos na mente do leitor, também, é claro, sua paixão por letras e línguas distintas. No universo da Terra-Média isso é materializado nas Runas Élficas, um alfabeto inteiro que Tolkien criou. Em O Hobbit tais elementos ainda estavam ganhando cor… o livro tem uma leitura bem mais leve e simples para agradar e chamar a atenção de novos leitores. As situações, as batalhas, e os personagens conseguem ser relevantes tanto para uma criança quanto para um adulto.

Bilbo Bolseiro é sem sombra de dúvidas um dos personagens mais marcantes da literatura de fantasia. É muito fácil o leitor criar um laço de empatia com ele ou até mesmo se colocar na pele do personagem enquanto ele viaja dos bosques do Condado até os picos da Montanha Solitária. Bilbo é um sujeito que completou 40 anos sem participar de muitas aventuras ou se meter em encrencas, porém um dia tudo isso muda quando o mago Gandalf bate em sua porta. Acompanhado de 13 anões liderados por Thorin Escudo de Carvalho, que pretendem retomar os salões da Montanha Solitária do malvado dragão Smaug que invadiu o lugar e tomou as riquezas do povo de Thorin.

A partir dai Bilbo se vê tomado por um sentimento de sair e se aventurar do seu lado Tûk da família. O foco do livro está não só em imergir o leitor nesse mundo incrível, mas também na relação de Bilbo e os anões. Ele não se considera um gatuno ou muito menos um ladrão, mas ao longo da história ele vai aprendendo e descobrindo habilidades que nem ele sabia que tinha. Ainda mais depois de encontrar o misterioso Anel na Caverna de Gollum. Alguns dos acontecimentos podem criar uma sensação episódica, isto pode ser considerada uma quebra de ritmo para alguns e para outros não.

O Hobbit é uma viagem fantástica pela Terra-Média, uma apresentação essencial para qualquer um que deseja se aprofundar mais na literatura de Tolkien, mas também é essencialmente, um ótimo livro e uma leitura marcante. Qualquer um pode ler e amar as aventuras de Bilbo, Gandalf e os 13 anões.

O Hobbit

Autor: J.R.R. Tolkien
Lançamento: 2019
Editora: HarperCollins
Edição: 1ª Edição
Comprar eBook/livro
Nota 4.5 de 5

Cauã Cardoso
Leitor de quadrinhos e livros, gamer por natureza e escritor de artigos amador. Apenas um jovem nerd tentando construir seu próprio caminho como tantos outros.