Dica Literária | Conheça a trilogia do ‘Mago Negro’

Quem não gosta de uma história com magia, mistério, romance proibido e uma dose de preconceito? A História do Mago Negro traz tudo isso, na dose certa para deixar você vidrado em cada página.

Todos os livros dessa trilogia são escritos por Trudi Canavan e publicados pela Editora Novo Conceito.

O universo de Mago Negro

No reino de Kyralia temos um clã de magos que se preocupam em ensinar seus dons, apenas a membros de famílias ricas do reino. Assim como todos os serviços que prestam, para o reino o ensino é cobrado com alto valor e, dessa forma, pessoas pobres não são atendidas. Os menos afortunados, chamados de Favelados, são tradicionalmente expulsos de certa região pelos magos, para deixar o reino com uma boa aparência. É em um desses eventos em que conhecemos a protagonista Sônea, uma simples favelada que descobre ter poderes mágicos, ao atacar um grupo no lugar onde morava. Com a ajuda de Ceri, seu amigo de infância, partem para a parte obscura do reino em busca de proteção dos Magos. Enquanto isso, no clã todos se mobilizam para encontrá-la o mais rápido possível, afinal se a garota não controlar seu poder, pode causar um horrível acidente. Justamente por isso Mestre Roten instiga Dannyl, seu aprendiz, a procurá-la. Claro que o clã precisa se decidir entre ensinar Sônea ou bloquear seus poderes. Rothen tem papel significativo na decisão de permitir que a garota escolha, depois de ser capturada. a jovem se vê dividida entre aprender com os inimigos ou ficar sem seus poderes.

O Clã dos Magos

Livro #1 O Clã dos Magos | Data de Publicação: 2012 | Número de Páginas: 446

O primeiro livro se baseia nesta primeira trajetória de Sônea, em que o preconceito com sua origem causa muita confusão no clã, incluindo colocar em risco a vida de seu amigo Cery. Mas a garota também vai testemunhar um ritual proibido que é praticado pelo Líder do clã.

A Aprendiz

Livro#2 A Aprendiz | Data de Publicação: 2012 | Número de Páginas: 544

No segundo livro, Sônea ao resolver seguir em frente com os estudos, mas precisa lidar com o bullying de seus colegas, por conta de sua origem, enquanto o jovem Dannyl embarca numa missão para descobrir mais sobre o passado do Líder do clã, além de ter muito a descobrir sobre si mesmo.

O Lorde Supremo

Livro#3 O Lorde Supremo | Data de Publicação: 2013 | Número de Páginas: 624

No terceiro livro, O Lorde Supremo matem Sônea como refém, para que ela e Rotem não revelem seu segredo. Mas algo sombrio ameaça o reino e faz com que Sônea se alie ao Lorde Supremo, para salvar todo o Reino.

Personagens marcantes

Dannyl tem uma história particular, colocada de forma bem sútil mais de extrema importância, fazendo com que ele tenha muita ajudar Sônea no clã.

Rothen é outro personagem crucial na vida da protagonista. Ele se torna uma figura paterna para Sônea, tendo sua vida transformada por isso.

Akarin, o misterioso Lorde Supremo, tem uma história de vida que nos faz mudar completamente a forma como o vemos.

Não se pode deixar de citar Cery, o amigo de infância, que é apaixonado por Sônea sem ser correspondido e que evolui, da sua maneira, e nunca abandona a amiga.

A história

Todas as tramas são concisas e tem incríveis reviravoltas. Conforme as personagens evoluem, vamos aprendendo um pouco mais sobre cada um. De fato, Sônea muda o clã com sua chegada fazendo muitos refletirem sobre a quem ensinar e a ter compaixão com os menos afortunados, inclusive fazendo alianças inusitadas. Dannyl nos mostra o reino muito além do local onde nossa protagonista vive. Ele foi uma personagem muito marcante, por ser homosexual sofreu muito preconceito, ao ponto de não conseguir assumir sua orientação. Apesar de não ser bem aceito entre os magos, Dannyl consegue, no decorrer da história, se assumir e viver feliz ao lado de seu companheiro.

A leitura não é difícil e sempre deixa um gosto de quero mais.

Todos os livros podem ser encontrados na Amazon:

Digiqole ad

Alessandra de Souza

"O crítico é ao mesmo tempo inútil e indispensável" André Bazin. Uma simples cinéfila e crítica amadora.

Artigos relacionados

Comentários